Open here Open here
29 2014

Férias com os pets

Por que não levar seu cachorro para viajar de carro com você?

 

Saúde

Primeiro, é uma boa levar o animal ao veterinário para uma consulta de rotina, com a intenção de avaliar se ele está apto a fazer viagens de carro e pegar recomendações. Em geral, a orientação é que o cachorro não seja alimentado em caso de enjoos no carro. Na volta, procure fazer uma segunda consulta.

 
O nécessaire dos pets

Além da ração de costume (em quantidade suficiente), leve fraldas higiênicas, tapetes absorventes, produtos de banho seco, protetor solar próprio para cachorro e caminhas. Sacos plásticos precisam estar sempre à mão para limpar a sujeira nas paradas. Como cachorro no colo ou com a cabeça para fora dá multa, providencie em petshops um adaptador que prende a coleira peitoral ao suporte do cinto de segurança ou uma cadeira específica para transportar animais no carro.

 
Hospedagem

Não é todo hotel que aceita pets, então o ideal é pesquisar e reservar com antecedência. Entre os que aceitam, cada um tem suas regras quanto à circulação nos ambientes sociais e nos privativos. O mesmo vale para restaurantes: prefira os que tenham área externa e sempre pergunte antes de entrar.

 
Fora do país

Se a sua viagem inclui uma travessia de fronteira, o animal vai precisar de um Certificado Zoossanitário Internacional. A maioria das fronteiras terrestres tem um posto do Sistema de Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro), vinculado à Secretaria de Defesa Agropecuária (SDA). Esse certificado permite o ingresso do animal em um país estrangeiro. Para consegui-lo é preciso um atestado veterinário tirado com, no máximo, 72 horas de antecedência e também a carteira de vacinação em dia.

 
Uma parceria Revista Viajar pelo Mundo + Tripadvisor
Foto do viajante Lauren F

Categories: Travelers' Choice

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *